• Alessandra Mateucci

Pague barato ou nada: hospedagem na Europa e no mundo!



Quer dizer, então, que você achou uma promoção muito boa e vai viajar pra Europa? Ou melhor, você se convenceu, aqui no blog, que fazer uma eurotrip não é tão caro nem tão impossível como parece? (Já leu o post sobre eurotrip? - é imperdível).


Bem, qualquer que seja o motivo que te trouxe aqui, fico feliz em poder dar algumas dicas de hospedagem pela Europa! Escolhi escrever sobre o tema considerando perguntas frequentes que tenho recebido sobre tal. As dicas aqui podem ser aplicadas pra qualquer outro local do mundo! Bora?


Depois das passagens aéreas, a hospedagem é o que mais pesa no orçamento de uma viagem. E escolher um bom hotel, leia-se, com bom custo-benefício, não é das tarefas mais fáceis.


1. Por onde começo?


Existem algumas ferramentos de busca de hotéis que comparam os preços. É o caso do Trivago, do Booking, da Decolar e do Hoteis.com, dentre outros. Eu ADORO esse último por duas razões:


a. ao se cadastrar no site, há um programa de fidelidade onde, reservando e usufruindo 10 diárias (aleatórias, em qualquer lugar do mundo), você ganha uma diária grátis! E é grátis mesmo, já utilizei várias vezes.

b. quase sempre são disponibilizados cupons de desconto, geralmente em datas especias (carnaval, páscoa, por exemplo). Na versão mobile, digitando o código MOB5 você consegue 5% de desconto.


Essa é a carinha do site.

É válido comparar os preços dos buscadores com os do próprio hotel, anota essa dica.


2. Outras formas de economizar:


a. Uma ferramenta legal é o Dream Cheaper. É uma plataforma que te ajuda a conseguir até 60% de desconto: você faz uma reserva que pode ser cancelada, envia um e-mail para hotel@dreamcheaper.com, e eles passam a comparar os preços, remarcar e cancelar a sua antiga reserva. Você não paga pelo serviço. Se não for encontrada uma reserva mais barata que a sua, você continua com a reversa inicial. Se você economizar na reserva, eles ficam com 20% do valor que você ECONOMIZOU. Logo, você nunca gasta a mais.



b. Assim como o hoteis.com, alguns hoteis trabalham com programa de fidelidade. É o caso da rede Ibis! Você faz o cartão, acumula pontos e tem vantagens para reservar quartos nos hotéis do grupo, com até 40% de desconto em relação ao preço original. Isso é vantajoso para o hotel também, que não paga comissões para os sites intermediários.


Aliás, a rede Ibis é uma das melhores no quesito custo-benefício. Além de ter hotéis em MUITOS países do mundo, o preço é sempre bom e os quartos obedecem o mesmo padrão.


3. Que critério eu uso pra escolher o hotel?


Alguns critérios devem ser levados em conta na hora de escolher a hospedagem: classificação por estrelas, conforto, opinião de outros hóspedes, segurança e localização.


SEGURANÇA E LOCALIZAÇÃO, para fins de eurotrip, e pra qualquer outra viagem, na minha opinião, é o principal critério a ser observado. Veja: do que adianta estar em um hotel 5 estrelas em Paris cujo preço foi maravilhoso, mas que para chegar ao centro ou à Torre Eiffel você leva 2 horas? Ou, ainda, um hotel na cara da Muralha da China, mas o local super mal encarado e perigoso.


Melhor custo-benefício é isso! Analisar todos os critérios (principalmente localização e segurança) e ler com atenção os comentários de pessoas que já se hospedaram ali antes. Como assim, Alê? No site do hoteis.com, por exemplo, você pode filtrar a sua busca, de modo que as melhores avaliações apareçam primeiro. Em uma escala de 1 a 10, escolha os hotéis com notas a partir de 8 e que tenham muitos comentários. Olha só:



- "Ok, Alê! Mas eu tenho pouca grana, pouca frescura e achei uma passagem barata pra Europa." Ótimo! Fique em um HOSTEL!


4. Hostels são o meio de hospedagem mais barato. As diárias em quartos compartilhados costumam custar menos de R$ 40. Oi? R$ 40,00. Isso mesmo! Com R$ 40,00 ou R$ 50,00 no bolso (cerca de 15 euros) você aluga uma cama num quarto compartilhado, conhece uma galera legal e se aventura pela Europa gastando bem pouco! Fala sério, né? 10 dias na Europa gastando R$ 400,00 de hospedagem? (equivale a dois jeans no shopping).


Anote aí, vai: hostelworld.com. É um site com milhares de hostels cadastrados pra você consultar os preços e disponibilidade. Aqui vale a máxima custo-benefício: prefira uma boa localização e em um local seguro. E não se preocupe, muitos hostels tem quartos só para mulheres ou só para homens.


- "Tá melhorando ein, Alê.. Mas ainda não consigo pagar isso!" Entendi! Você tá sem grana, mas não lhe falta vontade e coragem, não é?! rss.


5. Couch Surfing! Anota mais esse. É uma rede social que faz a ponte entre turistas que querem hospedagem grátis durante uma viagem e pessoas que gostariam de receber esses visitantes. Funciona desde 2003 e tem mais de 4 milhões de usuários. Nunca me aventurei assim, mas pretendo! Claro que você deve ter cautela e escolher anfitriões recomendados (cujos comentários de outros hóspedes são positivos).


Uma ideia bacana é começar experimentando o couch surfing no País que agente mora, em alguma viagem nacional. Tô doida pra fazer isso, rs. Quem topa ir comigo?



6. Destinos mais em conta:


Falando em Europa, obviamente existem lugares mais econômicos. Viajar, por exemplo, pra Londres, Suíça e Dinamarca é como doar um rim no mercado negro - doloroso e caro... (não que eu já tenho feito, claro, rs)!


Sendo assim, se você procura uma viagem mais econômica ao continente, faça escolhas certas, com bom custo de vida: Portugal, Espanha, Alemanha e o Leste Europeu (República Checa, Áustria, Eslovênia, Eslováquia, Hungria).


7. Hotéis testados e aprovados: (selo de qualidiade Alê! rs.)


Como eu disse, nada melhor do que o comentário de alguém que já se hospedou e indica o hotel, né!? Abaixo, então, vocês conferem uma listinha dos hotéis que já escolhi na Europa e que foram ótimos. Indico todos. (amplia a tela se quiser anotar



Mamão com açúcar, ein?! Aliás, sem açúcar que é pra combinar com meu estilo de vida!


Tem dúvidas? Sugestão? Comentário? Manda pra mim!


Com amor,

Alessandra Mateucci.

0 visualização

Brasília | DF

amateucci@gmail.com

2018

criado por

Alessandra Mateucci

  • Instagram